Hudson Taylor - Viagem para a China 3

Jesus protege

No dia 19 de setembro de 1853, Hudson começou a sua viagem para a China.
Pouco tempo depois de deixarem o porto o navio apanhou uma violenta tempestade. As ondas ameaçavam destruir o navio.
Mas Jesus, O poderoso protetor, não os deixou morrer.
Noutra altura não havia vento. As velas ficaram frouxas. Ao mesmo tempo, uma corrente forte arrastou o navio para um recife rochoso.
O capitão disistiu e disse: "Este é o nosso fim. Não há nada mais que possamos fazer."
"Há mais alguma coisa que podemos fazer, nós podemos orar e pedir a Deus por vento." Disse o Hudson.
Hudson Taylor orou com firmeza e acreditou na ajuda de Deus.
Então ele disse: "Baixem a vela principal!"
De repente o vento soprou nas velas e eles passaram o perigoso recife.
Jesus colocou a Sua mão protetora sobre o "Dumfries" durante cinco meses.
Finalmente o navio ancorou em Xangai.
O Hudson chorou de alegria quando pisou o chão chinês. Aqui ele queria falar às pessoas acerca de Jesus, O Seu protetor. Mas ele tinha que aprender a falar Chinês primeiro.
Aprender Chinês foi um trabalho muito difícil. Muitas vezes a sua cabeça doía por ter que aprender tantos sons, caráteres e personagens novos.
Hudson viajava de um lado para o outro e distribuía livros que explicavam as boas novas de Jesus. Algumas pessoas ficavam felizes; outras ficavam bastante zangadas por causa disso.
Um dia no caminho para Ningpo, ele foi atacado e roubado. Os ladrões até levaram a sua Bíblia com eles!
Em Ningpo, Hudson vivia perto de uma missão escola.
Lá havia uma professora Inglesa a Maria Dyer.
O Hudson e a Maria conheceram-se e apaixonaram-se um pelo outro.
Mas, levou dois anos para que eles finalmente pudessem casar.
;
  
  
  

Seguinte